Como fazer um portfolio?

Ou: O que colocar no portfolio? Veja dicas de como montar e criar um portfolio ideal antes de procurar por um emprego e valorize o seu trabalho!

É uma dúvida e tanto para quem está pensando em procurar por um emprego na área de design, publicidade e qualquer outra que exija portfolio (importante: não é “portifolio” – o correto é com t mudo), principalmente quando você não tem experiência profissional. Inclusive, este artigo é para você! Afinal, profissionais na área não devem ter muitas dúvidas quanto a isso, mesmo.

O que eu vou dizer aqui não é regra nem unanimente a melhor das opções, é apenas a minha opinião a partir da experiência que eu tive com professores, colegas de trabalho e até mesmo com alguns profissionais.

» Siga-me no twitter e assine a newsletter para ler mais novidades!

criar site na FicaOn

Dicas para o seu portfolio

desenho - portfolio

Hora de fazer os seus trabalhos trabalharem por você. (crédito)

Antes de mais nada, algumas dicas:

  • Dê uma variada, não use muitas peças de uma só campanha, por exemplo. Se você quer montar um portfolio com 10 trabalhos, use no máximo 3 peças dessa campanha, mas só se ela for muito boa – caso contrário vai parecer “encheção de lingüiça”;
  • Destaque a melhor peça colocando-a na página à direita. É a primeira página que olhamos quando abrimos uma revista, principalmente sua parte inferior;
  • Se você tiver muitos trabalhos, tente selecionar apenas os melhores. Alguns chefes não gostam ficar olhando muitas peças, acredite. Na dúvida, faça dois portfolios – um com vários trabalhos (mas não muitos) e outro com umas dez páginas no máximo, só com os melhores;
  • Antes de começar a montar seu portfolio, selecione os seus melhores trabalhos em uma pasta, por exemplo, e escolha os dois melhores. O melhor, deixe no final do portfolio. O segundo melhor, no começo. Cause uma boa impressão logo de cara com um dos seus melhores trabalhos, mas sempre deixe o melhor para o final;
  • Coloque uma boa descrição abaixo de cada um dos seus trabalhos, mas apenas o básico. Se você quiser explicar a peça, por exemplo, seja breve. Esse pode ser um ponto extra no seu portfolio se você não exagerar;
  • Seja criativo na montagem, mas não extrapole. O foco são os seus trabalhos, e não a fonte que você usou no portfolio ou o tipo de folha que você escolheu para a impressão. Às vezes um portfolio básico causa uma impressão melhor;
  • Quanto à capa, se você não tiver um logo, use uma parte do seu trabalho favorito. Faça um recorte, não use-o por completo. Se tiver uma ilustração, por exemplo, use só ela. Evite usar marcas. E, é claro, certifique-se de que o recorte ficará bem na capa;
  • Indexe seu currículo ao portfolio. É interessante e prático;
  • Tenha sempre um pdf otimizado para web do seu portfolio para envia-lo por e-mail sempre que possível. É importante que ele seja otimizado para web, assim ele fica bem mais leve.

Lembrando que a maior parte das dicas é mais recomendável para portfolios impressos. Portfolios na web são mais fáceis de se navegar, então você pode ser mais “livre”.

Se quiser dicas para portfolio online, confira essa página da FicaOn: Como criar portfolio online.

Agora, se você ainda tem dúvidas sobre o que colocar no seu portfolio, darei algumas sugestões:

Portfolio estudantil

Se você não tem nenhuma experiência profissional, criar um portfolio estudantil – ou seja, com os trabalhos que você fez em seu curso/faculdade – seria a escolha mais óbvia. É hora de fazer seus estudos renderem, afinal. É só selecionar os seus melhores trabalhos, indexar seu currículo e pronto!

Se você tem em mente que seus trabalhos são ótimos e vão te render um emprego superior à estágio ou assistente de alguma área, vá com calma! Não estou dizendo que é impossível, mas o mercado de trabalho pede por uma boa experiência profissional. Não se preocupe, faça seus estudos valerem à pena e comece do começo!

Portfolio de freelas

Se você é free lancer e tem trabalhos o bastante para preencher um bom portfolio, está esperando o quê?! Caso você tenha poucos trabalhos, junte com seus trabalhos estudantis. Mostre que você tem alguma experiência na área.

Portfolio “livre”

Bom, se você não tem trabalhos estudantis e freelas o suficiente para um bom portfolio, o jeito é partir para desafios. Faça trabalhos fictícios para empresas, desafie-se a criar briefings para elas e solucione-os. Você não vai ter a experiência empregado-patrão/cliente, mas vai mostrar que sabe dominar um briefing.

Não se esqueça de variar e de ser criativo, é claro. Ponha em prática o que você aprendeu na escola e tente fazer algo melhor do que você fez lá. Estudar pode ser muito chato, mas quando você faz um trabalho assim por conta própria pode ser muito divertido. Mantenha-se em movimento, não pare só porque você está sem trabalho. Desafie-se! Faça trabalhos inusitados para clientes inusitados – saia do óbvio. Explore outras mídias, outras alternativas. Seja diferente.

Portfolio web

Já comentei aqui sobre alguns serviços de hospedagem de imagens: Photobucket, flickr e Picasa. Leitura bastante recomendada pra você que está pensando em ter um portfolio na web.

Importante: Não dê preferência para um portfolio web. Um portfolio impresso é bastante importante na maioria das vezes, assim como o pdf. Ter um portfolio na web é fácil, mas dependendo do seu tipo de trabalho o impresso é prioridade. Ter as três versões é excelente.

Se você ainda tem dúvidas de onde criar ou hospedar seu portfolio, em breve farei um artigo sobre serviços de hospedagem e criação de portfolios (o link acima é mais útil para quem procura apenas por hospedagem de imagens). Farei um comparativo entre os sites como fiz no artigo supracitado, algo bem completo e esclarecedor. Tentarei preparar o artigo para a semana que vem – vou dar uma pesquisada à fundo e testar os sites. Se você quiser ficar por dentro, clique aqui para assinar o feed ou clique aqui para receber os posts do blog no seu e-mail.

[22/03] Leia: Onde criar um portfolio online?

Agora, se você é desenvolvedor web, a dica é criar o seu próprio site, assim como eu fiz. Use seu bom gosto na montagem, mas dê preferência para a navegação – não deixe a página confusa. Eu tentei deixar o meu portfolio o mais simples possível mas sem deixar de lado a minha personalidade. O seu site pode ser uma peça extra ao portfolio, mas lembre-se de que o foco está nos seus trabalhos.

O que colocar no meu portfolio?

salva vidas

Não se desespere! A dúvida é cruel, mas não chega a tanto. (crédito)

E aí, já sabe? Espero que o artigo lhe tenha sido útil, essa dúvida é muito perturbadora às vezes. Se você tiver alguma dica também, sinta-se à vontade para compartilha-la nos comentários.