Criação – Novo logo

Novo logo! Como é a criação de um novo logotipo? E quando já existe uma logomarca e a mesma precisa de uma repaginação?

Uma das coisas que eu mais gosto de fazer é criar logos, um desafio que não envolve apenas criatividade, mas muito conceito, pesquisa e rabiscos. Muitos rabiscos – tem gente que pensa que basta abrir o “Coréu” e fazer uma coisa bonitinha com cores combinando, mas a criação vai muito além disso. Se quiser saber mais, confira meu post sobre como fazer um logo.

Criar um logo já é uma tarefa difícil, imagina fazer um logo para o cliente mais difícil do mundo: você mesmo.

» Siga-me no twitter e assine a newsletter para ler mais novidades!

O logo antigo

logo antigo

Apesar de o logo anterior me agradar, eu sentia que faltava algo nele. Era um logo com cores e traços que representavam bem a ideia que eu queria expor sobre meu trabalho, mas ainda não estava perfeito. Eis que, mais de dois anos depois de tê-lo criado, me convenci de que ele merecia uma cara nova.

Reformulação de logo

A repaginação de um logo não é uma tarefa fácil. A meu ver, há dois tipos de reforma:

  1. Quando a empresa quer dar uma repaginada no visual, uma modernizada. Por incrível que pareça, isso pode ser bem difícil – uma mudança assim não pode descaracterizar a identidade atual, pois isso pode causar um impacto negativo aos clientes/consumidores: Eles já estão acostumados a uma identidade e muitos geraram identificação com a mesma, então, mudar bruscamente pode ser um tiro no pé. Identidade visual é tudo.
  2. Quando a empresa está mudando de foco ou englobando outra empresa. Aqui a mudança pode ser mais radical, mas ainda assim deve-se levar em consideração a identificação com os clientes/consumidores.

O meu caso é o primeiro: Queria mudar, mas sem descaracterizar. De certa forma, queria que o logo não “mudasse”, e sim “evoluísse”. Levei exatos seis meses para chegar a um veredito.

O conceito

Antes, é importante analisar o conceito. Primeiramente, as cores: Azul e laranja não foram cores escolhidas por acaso, há algo chamado psicologia das cores, a qual irei comentar aqui no blog em breve. Cada cor tem suas características, seu significado – o azul transmite confiança e o laranja energia (dentre outras características para ambas as cores), dois pontos importantes para a minha(s) área(s) (web design e publicidade).

Em segundo lugar, a forma: Quis transmitir algo “vivo”, algo que fugisse do padrão, que demonstrasse movimento e até mesmo ousadia. Por fim, o logo também precisava ser algo legível em tamanho reduzido, já que eu também o usaria como assinatura e ícone do navegador (até 16px de largura por 16px de altura).

Minha intenção nunca foi fazer algo que despertasse um “Caramba! Que logo bonito!” das pessoas; eu queria algo que, acima de tudo, transmitisse minha personalidade (que não é lá um “Caramba!”). E, obviamente, isso deveria ser mantido na nova versão – além do próprio “F”. Complicado.

Foi aí que eu lembrei de que meu sobrenome é Lobo, e este animal tem uma característica no mínimo interessante.

Referências

lobo

Sim, a principal referência para o novo logo foi um lobo, justamente pelo fato de unir duas coisas: Meu sobrenome e a inicial do meu primeiro nome.

Como assim? Ah, ok, a imagem que eu escolhi não ilustra muito bem a ideia, então fiz um pequeno recorte destacando meu ponto:

lobo letra f

Os pelos do lobo na região do pescoço até o focinho geralmente são mais esbranquiçados, o que dá um formato quase que perfeito da letra F quando vistos de perfil. Com isso em mente, só me restou esboçar.

Esboços

esboço do logo

Eu havia feito vários rabiscos no papel, mas eles sumiram no meio de outros papéis e provavelmente devem estar em um universo paralelo nos dias de hoje. O esboço acima é um printscreen que tirei do rascunho final, que foi feito no iPad (app Adobe Ideas). Depois, foi a vez do Illustrator entrar em ação: Hora de finalizar o logo.

Novo logo

criação novo logo

Mantive o mesmo formato do logo anterior, mudando apenas o desenho em si – agora o círculo forma uma lua (praticamente um eclipse) e a letra F é um lobo (um pequeno Gestalt). Também mantive o traço informal e, dessa vez, trabalhei também uma tipografia. O fato de eu ter unido meus dois nomes em um só tem dois motivos: Primeiro que é assim que ele fica no endereço do site, e segundo que a letra F e o lobo são um só no logo.

Criação de logos

A criação de logos (logotipos, logomarcas… enfim) definitivamente não é um trabalho fácil, mas eu me divirto bastante com desafios assim. Espero que tenham gostado (afinal, não é porque o logo é meu que ele foi feito só pra mim), e não fiquem surpresos se vocês não perceberam o “F” de primeira: Não projetei para ser algo tão óbvio, mas também é tudo culpa do Gestalt!

Se você estiver precisando de um, terei o maior prazer em ajudar.