5 diferenças essenciais entre Web Design e Design Gráfico

Web Design e Design Gráfico são mais diferentes do que você imagina. Saiba quais são essas diferenças e qual das duas áreas você deve escolher!

Tenho experiência nas duas áreas (Web Design e Design Gráfico) e posso dizer as diferenças são bem mais do que apenas 5. Porém, pra diferenciar Web Design de Design Gráfico (e vice-versa), ao invés de nos prolongarmos em um texto gigante, vamos focar apenas nas diferenças cruciais que separam as duas áreas.

Se você está tentando decidir qual área cursar ou simplesmente não sabe o que é feito em cada uma dessas áreas, acredito que as informações nesse post irão te ajudar!

» Siga-me no twitter e assine a newsletter para ler mais novidades!

Web Design e Design Gráfico: quais as diferenças?

web design e design grafico

Como disse acima, são muitas! Mas vamos às mais relevantes:

1. Digital x Impresso

O que é Web Design? É, literalmente, Design para a web: ou seja, design de sites, banners, até mesmo algumas animações etc. O que é Design Gráfico? É Design para meios impressos: ou seja, design de revistas, cartões de visita, até mesmo anúncios etc.

Com esse resumo de cada área, já conseguimos visualizar que cada uma é feita para uma mídia distinta, basicamente, e cada mídia tem “preocupações” diferentes – ou seja, enquanto na web você deve fazer X, provavelmente no meio impresso você fará Y. Lendo o restante da lista você entenderá melhor!

2. Medidas

No Web Design trabalhamos com pixels – com o design aplicado ao código ainda podemos trabalhar com outras unidades de medida, como porcentagem e “em”. No Design Gráfico trabalhamos com centímetros e milímetros, essencialmente.

Na web, o que você vê em seu monitor são vários quadradinhos unidos uns aos outros, formando as imagens que você está vendo – esses quadradinhos são chamados pixels. Ou seja, a forma ideal de se “medir” algo na web é contar esses pixels. O design impresso é aplicado a nossa “vida real”, e uma das formas mais comuns de medirmos coisas no dia-a-dia é por centímetros. Essa é uma maneira bem didática de explicar essa diferença.

Outro tipo de medida levado em consideração na criação é a resolução da imagem. Esse assunto é um pouco complicado, mas vamos resumir de forma básica: DPI (dots per inch – pontos por polegada) tem a ver com a qualidade da image. Na web, 72dpi é o número utilizado. Já no meio impresso recomenda-se em média 300dpi, pois uma impressora precisa de muito mais pontos por polegada para imprimir com qualidade semelhante à mostrada em um monitor. Se você tentar imprimir uma imagem com 72dpi e outra com 300dpi, verá que a diferença é gritante.

3. Formatos

No Web Design os formatos mais comuns de imagem são JPG, PNG e GIF – formatos como SVG e WebP vêm se popularizando por serem mais leves e flexíveis. No Design Gráfico trabalha-se com JPG, PDF, TIFF, fora os vetores como AI, EPS e CDR.

Cada formato tem suas particularidades e você deve entender melhor sobre cada um para saber como salvar seus arquivos.

4. Cores

Essa é uma das diferenças que mais geram dores de cabeça. No Web Design é utilizado o modo de cores RGB (red green blue – vermelho verde azul: são as cores primárias de luz). No Design Gráfico o modo é CMYK (cyan magenta yellow black – ciano magenta amarelo preto: são as cores primárias de pigmento). Sim, o que você aprendeu na escola sobre cores está um pouco errado.

Além de algumas técnicas para se trabalhar as cores (como colocar 10% de ciano para um preto mais forte), há algumas diferenças gritantes e limitações entre cores em cada um dos modos. Além disso, você ainda corre o risco de imprimir sua arte e se deparar com cores bem diferentes do que estão no monitor, se ele estiver descalibrado. Nesse aspecto, trabalhar com cores é bem mais difícil no Design Gráfico.

5. Usabilidade

Na web você deve usar o Design a favor do usuário, facilitando sua navegação e interação com a página. No meio impresso você deve pensar em coisas como distância (um outdoor, por exemplo, precisa ter uma leitura boa a longa distância também), entre outras possibilidades que podem dificultar a leitura, e não precisa se preocupar com o peso das imagens – na web, uma imagem pesada pode demorar pra carregar.

As duas áreas trabalham com usabilidade, mas com preocupações diferentes. Tenha sempre em mente que o design não é “algo bonito”, ele é, de certa forma, usabilidade. Não somos artistas, somos profissionais trabalhando com comunicação – se o público teve dificuldades em entender a mensagem porque você exagerou nas cores ou nos efeitos, pode ser o trabalho mais bonito do mundo, mas falhou com seu propósito.

Bônus: Conhecimentos “extra”

No geral, qualquer área pede por conhecimentos “extra” – ou seja, você deve ter conhecimento de algumas coisas além da sua área em si.

No Web Design, é essencial que você tenha noções de HTML e CSS. Você precisa saber como um código é montado, mas não é necessário dominar os códigos – Isso porque na hora de criar um layout você tem que ter em mente todas as limitações e tudo o que é possível ser reproduzido em um navegador. Na web você não pode criar uma imagem de fundo “grande” e parar por aí. E se o monitor do usuário for maior que a imagem que você fez, o que ele verá? E se a página em si for maior, você trabalhou uma continuidade para esse fundo? Trabalhar uma diagramação “maluca” também pode ser um problema, tanto pra leitura do usuário (vide item 5) quanto para o desenvolvimento dela. São vários aspectos que você só terá em mente quando aprender o processo de desenvolvimento.

No Design Gráfico, quanto mais você souber sobre processos de impressão, materiais para impressão e cores, menos dor de cabeça terá. Saber calibrar um monitor também pode ser uma boa.

O ideal é aproximar as duas áreas para oferecer a solução completa para seus clientes!

Web Design e Design Gráfico: qual escolher?

Aí é você quem decide! É possível migrar de uma área para a outra, mas tenha em mente que você vai ter que se reciclar porque alguns vícios e manias de uma área podem atrapalhar seu crescimento na outra. Você também pode seguir as duas áreas, por que não? Vai te tornar um profissional mais completo.

Espero que eu tenha explicado bem as diferenças! Tentei ser bem breve e ir direto ao ponto. Se você tiver alguma dúvida ou sugestão, deixe seu comentário!