O que é versão AMP de um site?

AMP Project promete deixar a internet mobile mais rápida. Saiba mais sobre essa tecnologia do Google e como implementar a versão AMP em seu site!

Antes de entender o que é uma versão AMP de um site, é preciso entender o conceito em si: AMP Project, ou apenas AMP, é a sigla para Accelerated Mobile Pages – este é um projeto da Google para, basicamente, deixar a internet mobile mais rápida.

Reuni aqui algumas informações sobre a tecnologia. Vamos lá!

» Siga-me no twitter e assine a newsletter para ler mais novidades!

O que é AMP?

versão amp

Versão AMP: Páginas aceleradas para dispositivos móveis

O AMP Project foi anunciado pela Google em outubro de 2015. Agora, um ano depois, já é amplamente utilizado por diversos sites.

O objetivo do projeto AMP é fazer sites mais rápidos para a dispositivos móveis, que há um tempo já ultrapassaram os desktops em acessos à internet. Provavelmente você já tinha mais ou menos uma ideia disso, certo? A utilização de smartphones não para de crescer, e há tempos a Google vem promovendo mudanças nos resultados de busca priorizando sites responsivos e/ou com versão mobile, o que facilita bastante a vida do usuário que utiliza o buscador.

Pois bem, o AMP vai ainda mais além: sabe aquele site cheio de efeitos, anúncios e funcionalidades? Demora um tempão pra carregar no seu smartphone… mas é bem bonito, né?! A versão AMP de um site é bem simples, o que é justamente o segredo para que ela fique mais leve: O JavaScript é extremamente simplificado (ou totalmente removido, dependendo do caso), os anúncios têm um padrão diferente e são bem mais leves, e até mesmo o HTML tem sua própria versão AMP, levemente diferente do HTML convencional. Por fim, estando tudo em ordem com a versão AMP do seu site, o Google não só irá indexar suas páginas mas as armazenar em cache em seu próprio servidor. Dessa forma, o carregamento de uma página no padrão AMP é praticamente instantâneo.

Vale ressaltar que, a princípio, a versão AMP de seu site abrirá apenas para visitantes que acessam seu site a partir de uma busca do Google. Porém, você pode “forçar” seu site a exibir a versão AMP para todos os visitantes que o acessarem a partir de um smartphone, por exemplo.

Esse é um resumão sobre AMP em uma linguagem mais didática, já que não costumo usar muitos termos técnicos por aqui. Quer saber mais? Confira um texto bastante esclarecedor do mestre Pedro Dias com o que você realmente precisa saber sobre AMP.

Exemplos de páginas AMP

Atualmente estou utilizando meu site e o site da ANDALE! como laboratórios para implementar a tecnologia e fazer testes.

Você pode verificar nos links abaixo:

Viu como é simples (até demais) e rápido? É mais rápido ainda quando acessado do Google. Experimente procurar por “Fabio Lobo” / “ANDALE!” no buscador em seu smartphone para ver!

Vantagens do AMP Project

Bom, a primeira grande vantagem é saber que um usuário de 3G, por exemplo, vai conseguir acessar seu site sem problemas. O foco do AMP Project é justamente esse: fazer com que a internet móvel deixe de ser frustrante na maioria dos casos. O importante é que seu visitante consiga navegar e utilizar seu site, certo?

Uma das vantagens mais importantes é que o Google passa a priorizar sites com versão AMP nos resultados da busca, ou seja: Bom para o SEO. Preciso falar mais?

Desvantagens do AMP Project

Em alguns casos, provavelmente alguma coisa importante não vai funcionar na versão AMP por conta dos padrões que o Google impôs. Bom, isso é contornável: basta colocar um link de acesso à versão não-AMP de sua página para que o usuário acesse a página “normal”, ou simplesmente não criar uma versão AMP para essa página.

Anúncios também passam a ser uma questão complicada, já que o Google é bem rígido em relação a isso (até porque, convenhamos, anúncios estão tornando a internet cada vez mais pesada). Com algumas alterações, é possível utilizar o AdSense e algumas outras plataformas.

Ah, importante: um site AMP precisa seguir todos os requisitos do Google. Se alguma coisa estiver errada, sua AMP não será indexada.

Versão AMP, versão mobile ou design responsivo?

Leitura recomendada: Responsivo ou versão mobile?

É para se pensar.

Na minha opinião, a versão AMP não anula nenhum dos dois casos. Primeiro porque, como eu disse acima, algumas coisas importantes provavelmente não irão funcionar na versão AMP. Segundo porque, pelo menos a principio, AMP funciona apenas para smartphones.

Claro, você pode fazer com que a versão mobile do seu site (tanto para smartphones quanto para tablets) seja exclusivamente no padrão AMP, o que eu acho uma saída bem bacana. Na verdade, eu sou totalmente a favor de sites simples e leves, com o mínimo de JavaScript, anúncios e funcionalidades o possível. É muito mais agradável navegar em um site assim.

Então, minha opinião é essa: hoje em dia acho improvável ter um site “totalmente AMP”. Mas se for possível em alguns casos, só vejo vantagens!

Como implementar AMP em meu site

Se você é desenvolvedor e quer se arriscar, lá em cima passei um link com informações completas sobre a tecnologia. Você também pode acessar o site oficial do projeto.

Se você não é desenvolvedor e quer implementar a tecnologia AMP em seu site, fale comigo! :D